Post de Teste no Blog 1

Post de Teste no Blog 1

Por Expresso Ovos      08/02/2016 10:00:26    

A hipertermia é causada pelo calor excessivo.
É muito comum, em países tropicais como o Brasil, os cães de raças provenientes de regiões mais frias, sofrerem com o calor.
Preste muita atenção nos horários de passeios e caminhadas mais longas. Com o sol forte, a probabilidade de hipertermia é maior e pode causar a morte do animal.

Mas, como saber quando meu animal está hipertérmico?

Normalmente, o cão com hipertermia vai querer deitar. Também é muito comum ficarem amoados (tristes). Sua respiração ficará ofegante e sua língua estará mais humidecida que o normal, em alguns casos ficará pingando saliva, que na verdade é suor, pois os cães suam pela língua.
Em cães com o focinho mais curto ou achatado (braquicefálicos) a probabilidade de uma parada respiratória pela elevação de sua temperatura corporal é muito grande. Cuidado!

Quais são as causas mais comuns para um cão ter hipertermia?

Passeios sob sol intenso, locais com temperatura elevada e sem ventilação como carros, áreas de serviço sem janelas e varandas e locais onde não existe sombra em abundância. Também é comum o cão sofrer hipertermia se brincar por longos períodos na praia ou no campo, em um dia muito quente, por exemplo.

O que fazer se meu cão tiver hipertermia?

A hipertermia, é facilmente diagnosticada e muito simples de combater.

1) Não se desespere. Fique calma(o);
2) Leve seu cão imediatamente para a área mais fresca e com sombra que encontrar, e inicie o procedimento sentado ao lado dele;
3) NUNCA dê alimentos - nesta hora, poderá fazer com que vomite tudo, prejudicando-o ainda mais;
4) Faça-o beber água espaçadamente. Grandes quantidades também podem causar cólicas e má disgestão;
5) Procure passar sua mão molhada nas almofadas de suas patas e também em sua nuca. Toalhas umedecidas em água fria também podem ajudar;
6) NUNCA jogue água fria no cão. Por estar com o corpo muito quente, poderá causar choque térmico;
7) Carinho nunca é demais e pode ajudá-lo a se acalmar;
8) Se sentir necessidade, siga até o veterinário mais próximo.

Ao abaixar a temperatura do corpo, seu cão voltará a ter a mesma personalidade. Fique atento nas próximas horas com situações fora do normal. Se acontecer, ele precisa ir ao médico veterinário.

Lembre-se que os passeios em horários de sol muito forte também pode queimar suas patas. Já tentou andar descalço pela calçada, debaixo do sol?
Pense sempre nisso, e não correrá o risco de hipertermia em seu cão.

Até a próxima! :)

Comente

2019 Copy - Expresso Ovos - Todos os Direitos Reservados

Plataforma para clubes: Plataforma para Clube de Assinaturas